Louco por ti
Zé gosta e procura compreender o que se vai passando consigo. Foi isso que o levou, a partir de certa altura, a escrever o que sentia por ela, como via a relação que mantinham e o que desejava dela.
13
Jan 06

Cam000582.jpg

Terralva, 13 de Janeiro

Não imaginas como foi bom receber a mensagem que ontem me enviaste: “Penso em ti. Beijo”! Estava mesmo a precisar disso, animou-me.
É difícil passar-se sem o outro, quando se está apaixonado. Quando se quer descobrir mais, conhecer melhor, partilhar ideias, sonhos, projectos com o outro.
É uma fase de interesse crescente. É difícil dar-lhe vazão e quase insuportável conter tudo o que se quer partilhar com o outro. É uma fase complexa mas simultaneamente exaltante. Todos os nossos sentidos são exacerbados. Tudo o que experimentamos juntos nos parece novo, bonito, gratificante.
É bom, é gostoso, é único, por mais vezes que se experimente, viver uma paixão, mesmo que depois não se consiga manter o amor ou, nem sequer, a amizade que conduziram aquele estado ou que o sustentam enquanto dura. Apetece virar costas a tudo e partir para uma ilha deserta onde possamos ter todo o tempo para olharmos um para o outro, para nos tocarmos, darmos as mãos, trocarmos opiniões sobre tudo o que nos ocorra, para olharmos e apreciarmos o que nos envolve, para nos acariciarmos, para nos beijarmos, para amarmos. Tudo com a maior intensidade. Darmos e recebermos tudo o que se tem é o que queremos.
É assim que eu me sinto – apaixonado, louco, louco por ti.
Tudo isso pode levar à irresponsabilidade, a fazer coisas, a tomar atitudes menos convenientes. Por mim estou-me já nas tintas para as conveniências. Mas talvez não seja o melhor caminho, especialmente para ti, a seguir. Talvez seja preferível pensarmos, enquanto tal for possível, na forma de consumarmos a nossa paixão, com o mínimo de estragos em áreas mais materiais e menos afectivas mas que também são importantes na vida.
Não desperdicemos esta oportunidade de viver a paixão. Há quem a procure e não a consiga encontrar. Se ela nasceu e se está a desenvolver entre nós devemos frui-la, vivê-la. Dessa experiência sairemos mais fortes, mais crescidos, mais maduros.
Demos graças às circunstâncias que nos permitiram conhecermo-nos e a nós próprios, por termos a capacidade de nos deixarmos atrair um pelo outro e desenvolver uma relação crescentemente bonita e gratificante.
Quero-te muito! Espero que sejamos capazes, agora, de ir até ao fim, de libertarmos tudo o que de mais bonito temos dentro de nós e o partilhemos. Vamos a isso!
Vou fazer-te sentir feliz como nunca te sentiste, porque me sinto muito feliz por me ter apaixonado por ti.
Adoro-te! Adoro-te! Adoro-te!
publicado por jmartinsdocabo às 22:30

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Janeiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
17
18
20
22
26
28
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Eu te louvarei, de todo o meu coraçã...
Minha familia. javito, Duvanito, Jõao, Luis...
Mãe eu te amo muito eu nunca disinsto na tu...
O que qui você esperar. você é ...
Eu quero namorar com tigo. é porque tua bel...
gostei bue, muito original
gostei bue, muito original
ha se tas assim tao apaixonado pede-lhe em namoro ...
Essa vida é realmente muito difícil... e parecer e...
Desencana, Véio. desencana. Bom é sexo. Porra de s...
blogs SAPO