Louco por ti
Zé gosta e procura compreender o que se vai passando consigo. Foi isso que o levou, a partir de certa altura, a escrever o que sentia por ela, como via a relação que mantinham e o que desejava dela.
21
Jan 06

Terralva, 21 de Janeiro

Queria tanto estar contigo, saber de ti!
Senti-me tentado a ligar-te, como tantas vezes acontece, mas resisti à tentação. Fiz bem? Fiz mal?
Tal com a Simone canta:
“...Rareia o ar
Ser não ser
Negar querer
Fugir ficar...”,
é isso que eu sinto. Sinto-me cheio de dúvidas quanto à nossa relação, ao que queres dela, ao que estás disposta a apostar nela, ao que vai acontecer.
Ainda como a Simone canta:
“Será só imaginação
Será que nada vai acontecer
Será que é isso tudo em vão
Será que vamos conseguir vencer”,
são também estas dúvidas que me fazem sentir tenso, cheio de ansiedade.
Também entendo bem as palavras cantadas pela Fafá:
“Te abracei com força para ouvir teu coração
E já não tinha mais tanta emoção
Enganei o tempo e a solidão para te esperar
Mas teu tempo era curto demais
Para falar de coisas tão banais”.
É assim, não é? O teu tempo é curto demais p'ra falar de coisas tão banais, próprias só de quem está apaixonado.
Que importa se falo e escrevo coisas tão banais, ou mesmo ridículas? Falo e escrevo o que dita o meu coração.
“Sei que a vida está brabeira
Tanto amor na corda bamba
Que a alegria é passageira
Frágil como porcelana”,
canta a Simone, traduzindo o que sinto.
Amo-te, desejo-te mais do que a qualquer outra pessoa ou coisa, quero-te com quantas forças tenho, estou apaixonado por ti, sinto-me louco, louco por ti.
Deixa-me repetir estas banalidades enquanto as sentir e tiver vontade de as dizer ou escrever.
Não tenho medo que se gastem. Só receio que não possa fruir tudo o que elas significam contigo, meu amor, meu bem querer.
Como canta a Fafá no “É tão bom te amar”:
“Derrama teu amor na minha vida
Aperta minha mão, me dá prazer
Meu coração espera teu amor
Sedento de emoção e bem querer”,
e ainda,
“Não me faça solidão, amor
Eu preciso de você
Vem regar meu coração de amor
Que tá doido p'ra te ver”.
Eu preciso de ti, cada vez preciso mais de estar contigo, de partilhar contigo a minha vida...
Acho que vale a pena esta mania de te amar.
publicado por jmartinsdocabo às 00:18
"Fiz bem? Fiz mal?" perguntas... apenas tu e o tempo poderão dar-te a resposta a essa questão!! As dúvidas dissipam-se com o passar das horas e dos dias apenas, enquanto o Amor prevalece no coração... E falar dele, desse magnífico sentimento jamais deverá ser encarado como banal! Por muito que não seja recíproco, por muito que momentaneamente pareça trazer tristeza nada mais grandioso existe! Somos "doidos", nós, aqueles que cujo vício e mania de amar se torna uma constante vivida!!!!!! Obrigada pelas palavras deixadas no meu "cantinho"...gostei das tuas também ... e es pero que as minhas gotas de amor cheguem até ti... através daquele rio! Voltarei... para saber se nele navegas!!
Angel Eyes
(http://www.asasdoolhar.blogs.sapo.pt)
(mailto:asasdoolhar@sapo.pt)
Anónimo a 21 de Janeiro de 2006 às 03:01
Janeiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
17
18
20
22
26
28
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Eu te louvarei, de todo o meu coraçã...
Minha familia. javito, Duvanito, Jõao, Luis...
Mãe eu te amo muito eu nunca disinsto na tu...
O que qui você esperar. você é ...
Eu quero namorar com tigo. é porque tua bel...
gostei bue, muito original
gostei bue, muito original
ha se tas assim tao apaixonado pede-lhe em namoro ...
Essa vida é realmente muito difícil... e parecer e...
Desencana, Véio. desencana. Bom é sexo. Porra de s...
blogs SAPO