Louco por ti
Zé gosta e procura compreender o que se vai passando consigo. Foi isso que o levou, a partir de certa altura, a escrever o que sentia por ela, como via a relação que mantinham e o que desejava dela.
04
Abr 06

Terralva, 4 de Abril

Querida
Hoje, acho que não vou ser nada meigo. Sinto-me ferido no meu amor-próprio, a minha auto-estima está magoada.
Tenho-te oferecido o que tenho de melhor – o meu amor, as minhas disponibilidade e disposição para te apoiar em tudo o que precises. Várias vezes te tenho dito para contares comigo.
Já te disse que te quero para minha companheira, que te quero namorar e amar e que quero que esse amor frutifique, isto é, que nos dê filho(s).
Tenho-me oferecido a ti. Tens recusado, umas vezes explicitamente, outras fugindo. Isso tem-se tornado cada vez mais difícil para mim. Está-se a tornar difícil de suportar. Magoa-me, fere o meu amor-próprio.
Sem falsas modéstias, e correndo o risco de ser auto-convencido e presunçoso, acho que tenho condições para fazer feliz qualquer mulher que ame e que me ame.
Se insistes em recusar as minhas propostas, se raramente me procuras, isso deve-se a não me amares, como eu julgo que me amas, ou a subestimares-me, ou, ainda, ao facto de não te dar espaço e tempo para sentires saudades de mim, necessidade de estares comigo.
Eu quero-te muito, mas não te quero de qualquer modo. Só te quero se tu me quiseres, se me amares, se quiseres namorar comigo, se achares que te posso ajudar a fazer feliz.
Não gosto nem quero sentir que me estou a impor, que me estou a oferecer e tu não me queres ou achas que não sirvo para nada, passe o exagero.
Sei o que valho, sei o que posso dar, sei do que sou capaz. Tenho amor-próprio, sinto orgulho de quem sou.
Naturalmente que ninguém tem de concordar comigo nessa avaliação. Não tens de achares que posso ser importante para ti.
É uma escrita azeda porque me sinto azedo. Preocupo-me contigo e com o que se passa contigo. Pensei que querias partilhar comigo as tuas preocupações e, porque não dizê-lo, a tua vida. Várias vezes te tenho contactado e tu mostras-te distante. Nada dizes, nada fizeste para falar comigo ou para estar comigo.
Enfim, tu lá sabes porque razões assim procedes. Vou tentar não andar mais atrás de ti. Se precisares de mim, seja para o que for, sabes como me encontrares, sabes que podes contar comigo. Se me quiseres, se quiseres namorar comigo, se quiseres “casar” comigo, se quiseres partilhar a tua vida comigo, se quiseres ter filho(s) meu(s), sabes bem que tudo isso é o que mais quero, basta dares-me um sinal para que corra para ti.
Até que isso aconteça, vou tentar conter-me e dar-te espaço e tempo para que concluas o que sentes e decidas o que queres.
Até sempre! Amo-te! Quero-te muito!
publicado por jmartinsdocabo às 19:26
Dou o sinal que tenho lido o teu blog! Todos os artigos que escreves nota-se o grande carinho que nutres pela tua musa!!! Que as coisas melhorem!!! O que irá acontecer, parece-me a mim que daqui a pouco tempo! Quem resiste a declarações assim tão bonitas!!!!
Fiju a 6 de Abril de 2006 às 12:00
esta «carta» será talvez akela ke te custou mais de escrever...quando amámos alguém temos ke deixa-los livres..para escolherem o caminho . por muito ke custe.

Mas a médio/longo prazo isso tornar-se-á uma decisão sensata.

fazes bem deixá-la solta...

beijo
gala a 9 de Abril de 2006 às 22:24
Sabes...por muito difícil que seja para nós admitir a verdade, muitas vezes é inútil dedicarmos tanto a alguém...talvez mereças mais, e melhor...pensa nisso.
Quase se criam ilusões , sofrem-se desilusões. Fica bem...ou melhor!
ML a 12 de Abril de 2006 às 00:29
Felicidades.
Mas infelizmente no meu caso, neste momento n espero amar ninguem num futuro proximo(n digo nunca,mas para já não), tenho outras prioridades bem mais importantes p mim do q o amor.
Eu ja desesperancei uma pessoa acerca de querer algo mais do que eu posso dar lhe no momento, que só é nada mais que amizade, ele não aceita e prefere perder-me, pois ja perdeu, pois mais vale um passaro na mao, que dois a voar, ele nao quer so amizade, paciencia. Foi ele quem escolheu.
Serei fria?Talvez. Mas nao frigida(bem diferente), talvez, pq ja sofri mto, desilusoes, ilusoes e n estou preparada p amar, mesmo sendo amada c ele diz.
Sempre fui verdadeira, honesta nos sentimentos, atitudes, acçoes, coerente nas ideias (no papel nem tanto - é a pressa), mas na vida sim. Prefiro magoar c a sinceridade sem ser maleducada, do que magoar mentindo dizendo que sim, quando eu nao amo.Nao quero jamais ser acusada de falsa ou mentirosa. Isso nao.
Nao faças aos outros o que nao gostas que façam a ti.É o que faço no momento.
Tb p te dizer...ama mas não sofras, amor n e sofrimento.
E para te dizer que vou me ausentar temporarimente espero da net a partir de 6f...Obrigada por permitires meus comentarios, desculpa qq e se feliz.
Luadoceu a 12 de Abril de 2006 às 14:37
Amar é viver. Não feches esse coração não te tornes amargo, essa será uma grande missão continua em frente se é mesmo o que queres, e sê feliz. Bj.
cisal a 12 de Abril de 2006 às 21:41
Abril 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Eu te louvarei, de todo o meu coraçã...
Minha familia. javito, Duvanito, Jõao, Luis...
Mãe eu te amo muito eu nunca disinsto na tu...
O que qui você esperar. você é ...
Eu quero namorar com tigo. é porque tua bel...
gostei bue, muito original
gostei bue, muito original
ha se tas assim tao apaixonado pede-lhe em namoro ...
Essa vida é realmente muito difícil... e parecer e...
Desencana, Véio. desencana. Bom é sexo. Porra de s...
blogs SAPO